Dicas

Serviço de Baby Sitter, já pensou sobre isso?

ALERTA: O blog Férias e Filhos não tem a intenção de determinar quais os melhores serviços a serem contratados sejam eles quais forem, a intenção é aumentar suas possibilidades. O serviço indicado a seguir não foi testado por nós, portanto, não é possível afirmar com clareza sobre seu custo-benefício. A nossa convidada do post pretende utilizar o serviço em outubro próximo, nos contou como pretende fazer isso e nos dará todos os esclarecimentos quando do seu retorno a fim de pontuar sua experiência. O nosso objetivo é tentar auxiliar às mamães e papais de primeira viagem ou não acerca de todas as possibilidades para otimização de suas férias.

images 3

Todos que viajam com crianças pequenas ao exterior já pensaram pelo menos uma vez nesse assunto, seja por saber que vários hotéis disponibilizam esse serviço (e é sempre bom saber) ou por que você imagina que seus anjinhos não vão deixar você relaxar nas férias um só minuto.

O fato é que, como no Brasil não temos essa tradição, ficamos todos muito receosos em contratar um estranho num país diferente para cuidar dos nossos pequenos.

Foi através da minha colaboração ao blog Folga da Babá que fiquei sabendo de uma brasileira que está planejando sua viagem à Orlando para outubro de 2012 e pretende sim utilizar o serviço de baby sitter! O nome dela é Patrícia, está embarcando em outubro de 2012 para sua primeira viagem internacional acompanhada de sua pequena e, com todo o carinho, respondeu à algumas perguntas que fizemos a fim de esclarecer melhor esse serviço que pode, porque não, ser seu grande aliado na busca por tranquilidade nas férias.

Diante dos questionamentos apresentados, Patrícia inicia os esclarecimentos contando que a confiança que ela tem no serviço vem do fato de já ter trabalhado como baby sitter nos EUA durante o período em que fez intercâmbio estudantil (prática comum nos EUA). Relata que teve a idéia a partir de um post em um fórum do site viajandoparaorlando.com “onde um senhor que é brasileiro e mora em Orlando (Sr. Antonio) comentava que essa era uma possibilidade viável”. Então fez uma pesquisa “no bom e velho google” para ter uma referência. Note que ela não obteve indicação pessoal de ninguém, fez toda a pesquisa por conta própria e com apenas uma exigência inicial e primordial: “tem que falar português!!”. Este é um filtro disponível somente em alguns sites, fique atento!

images 4

Patrícia ainda relata: “Meu marido foi super contra deixar J. com estranhos (pois tem 2 aninhos e vai estar com 2 anos e 10 meses na época da viagem), então, a princípio, a idéia será levar a pessoa com a gente para os dias de compras. Por esse motivo, outro filtro que usei foi a idade, prefiro alguém por volta dos 20 e poucos anos.” eis uma excelente dica para quem tem dificuldades de controlar os pequenos e fazer compras ao mesmo tempo!

Patrícia relata que se o contratante quiser, há a possibilidade de levar a baby sitter para os parques também, já que, muitas delas possuem o passe anual da Disney (apesar de não ser regra). Os valores são variados e paga-se por hora desde 5 até 40 dólares! “Algumas têm carro, outras não e muitas se mostram dispostas a acordo sobre o preço também”, completa Patrícia.

Patrícia conta que sempre planeja muito suas viagens e que, inclusive, já está com o próximo destino em mente! Em viagens com a filha seu maior temor é a alimentação (esse é o receio de todas nós Patrícia! rs). O blog aguardará seu retorno para mais uma conversa, dessa vez com relatos reais e pessoais acerca desse assunto.

images

Como todas as escolhas que fazemos, esta também deve ser bem pensada em todos os seus pontos, será que eu realmente preciso de uma babá? Pretendo sair do hotel para frequentar eventos ou lugares que não permitem crianças? Meu filho(a) fica bem com pessoas estranhas? Colocados todos os prós e contras faça uma avaliação do tipo custo-benefício. Não é exagero lembrar a importância de checar as referências, pois assim como no Brasil, há maus prestadores de serviço em qualquer lugar do mundo  e você não vai deixar seu filho aos cuidados de qualquer um. Para muitas famílias esta é uma ótima solução, para outras não há o menor sentido e, nesse ponto, cada um tem uma opinião.

No meu caso,  não precisei de nenhum suporte maior para cuidar dos pequenos durante a viagem, mas entendo que tem muita mãe ou pai que sente dificuldades quanto a isso, por isso resolvi postar essa dica que considero super válida. Isso sem contar que há aqueles que levam sua babás em viagens, a decisão pela baby sitter pode ser mais, economicamente, viável.

O site de busca e referências de baby sitters indicado por nossa convidada é o www.care.com e tem abrangência nacional (em todo os EUA), portanto se seu destino não é Orlando, saiba que poderá fazer uma busca para o seu local de viagem.

No site há vários tipos de filtro: localidade, sexo, idade, experiência, idioma, preço, escolaridade, é realmente bem completo.

imageimage

O blog Férias e Filhos quer saber: você já contratou ou já pensou em contratar o serviço de baby sitter?

Anúncios

2 comentários em “Serviço de Baby Sitter, já pensou sobre isso?

  1. Olá!! Estava fazendo uma busca na internet sobre contratar serviço de baba em Orlando (não tinha idéia se era possível ou não!!!) e acabei encontrando este post seu!!!!! Muito bom! Gostaria de saber se vc tem mais alguma dica e queria o contato da pessoa q contratou o serviço, se possível! Não achei os comentários pôs -viagem! Gostaria muito de saber como foi!! Obrigada.. Aline

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s